quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Coordenadas Políticas V - É legítimo que as nações privilegiem suas próprias religiões em detrimento de outras?


Legítimo, em alguns países, pode até ser, mas mas não consigo imaginar algo de bom nisso. No Brasil, acredito ser até inconstitucional.

Se estamos falando de política não deveríamos estar falando de religião. Em um estado laico e livre, a única obrigação religiosa de um político, governante, legislador, juiz, é garantir que sua religião não terá nenhuma influência em seu trabalho e em suas decisões, garantindo assim que o estado continue laico e livre. O governo existe para gerenciar um pais, não para guiar uma cultura.

Estado e religião se misturam por muitíssimo tempo e a única coisa boa que saiu dessa mistura foram inúmeros excelentes péssimos exemplos de como governar um país. É claro que não podemos ignorar os traços culturais (positivos e negativos) deixados pelas diferentes religiões ao longo dos anos e milênios, mas muitos fatos históricos importantes precisam ser deixados como fatos históricos. Sim, a história de Abrão, Noé, Buda, Cristo, Joseph Smith, Maomé ajudaram, de uma forma ou de outra a nos definir culturalmente, mas não é por isso que precisamos te-los como exemplos ou referências ainda hoje. O holocausto, a inquisição, o imperialísmo, o escravagismo, a revolução socialista também moldaram nossa sociedade e foram devidamente engavetados para o bem da humanidade.

Eu, sinceramente não vejo o Brasil sendo de nenhuma maneira ameaçado por uma religião proveniente de outra nação. O problema do Brasil, neste sentido, vem de dentro mesmo.


2 comentários:

  1. O Brasil teoricamente é laico, mas não conheço uma repartição pública q não tenha um crucifixo! No último casamento em cartório, CIVÍL, q fomos, a "juiz de paz" era evangelizadora e ficou fazendo discurso religioso. No nosso congresso esta cheio de "pastores" que ficam barrando qualquer proposta laica, etc...etc ...que país laico é esse? acho q no Brasil atualmente a ameaça são os evangélicos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem o meu casamento escapou dessa :) Mas isso é exapamente o que eu quero dizer com a ultima frase do texto.

      Excluir