quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Animais Irracionais



Esta manhã acordamos em um mundo onde um Trump é o futuro presidente do pais que tem o maior poder de influência do mundo . Um homem agressivo, desinformado, preconceituoso, machista e completamente ignorante com relação a todos os principais problemas globais, terá dentro de breve, uma posição de poder sem igual no mundo todo. Seu partido ganhou também maioria no Senado e no Congresso.

O maior problema que nosso mundo enfrenta hoje é, sem duvida nenhuma, o fato do nosso único planeta estar sofrendo mudanças climáticas importantíssimas impulsionadas pela nossa dependência quimica e psicologica a gases estufantes. Sabemos disso a quase um século, as consequências de tais mudanças já são evidentes e as projeções futuras são catastróficas. Isto posto, recebemos hoje a noticia de que o futuro presidente do maior poluidor absoluto e per-capita do planeta, vais ser uma cara que acredita que isso não tudo existe, ou que isso não tem a menor importância, que isso é uma grande mentira que tem o objetivo apenas de prejudicar uma economia ainda dependente dos combustíveis fosseis e da agro-pecuária massiva. Ou o cara é ignorante, ou um calhorda, independentemente do que ele é, o resultado sera o mesmo.

O Acordo de Paris, assinado ano passado durante o COP22, determina o minimo necessário para termos uma pequena chance de reverter esta grave situação. O acordo determina também a estrutura de trabalho e de acompanhamento das metas estabelecidas, mas o acordo não determina qualquer mecanismo que permita punir os países que não cumprirem com suas metas. O que vai acontecer então nos EUA, tendo um "negacionista" a frente do governo e uma bancada de babacas que o apoia? Nada! E seguramente seguiremos caminhando tranquila e cegamente rumo a uma viagem sem volta.

O que acontece hoje nos Estados Unidos, aqui na Europa, no meu Brasil e, provavelmente, em grande parte do mundo, me parece uma completa falência no sistema democrático moderno. Não digo isso porque meu candidato preferido perdeu ou não. Nessa final de eleições Norte-Americanas, por exemplo, eu nem sequer tinha um candidato preferido, e posso dizer o mesmo com respeito às ultimas eleições para prefeito na minha cidade de Curitiba. Digo isso porque o sistema atual é incapaz de nos apresentar verdadeiras opções. Nos vemos cada vez mais forçados a aceitar o menos pior ou o menos terrível ou, como neste ultimo caso Norte-Americano, o menos perigosamente catastrófico. O que eu penso sobre Trump ou Clinton, e qual dos dois seria o menos perigosamente catastrófico realmente não importa, o que importa é que a maioria dos eleitores que votaram nos EUA, decidiram votar no Trump.

 Democracias têm muitos atributos, mas tem também um grande problema. O que acontece se o "demos" não sabe realmente o que é bom para ele? Acontece o que aconteceu. O sistema apresnta a povo duas opções péssimas, e o povo, por medo e ignorancia, escolhe quase que aleatoriamente a opções que vai certamente ajudar a manter nos rumo a um caminho sem volta.

A unica solução possivel ainda é a educação. Educação cientifica e social. Pessoas desinformadas não podem tomar decisões nem governar para o bem de todos, pessoas imorais não podem tomar decisões nem governar para o bem de todos. O conhecimento cientifico precisa ser espalhado por todo o mundo, e um codigo moral GLOBAL precisa ser discutido.

Sem isso estaremos perdidos. Nossa capacidade de foder com o planeta ultrapassou nossa capacidade de pensar em nosso proprio futuro.


2 comentários:

  1. E os "populistas" no Brasil e no mundo aplaudindo!!!!
    Mas temos que aguardar: a sopa foi feita, mas tem que esfriar para podermos comer....

    ResponderExcluir
  2. Com certeza a única saída é a educação, para que as próximas gerações possam vivem em um mundo melhor...
    Não vejo outra solução.

    ResponderExcluir